QUE VENHA 2015
Muda o ano e dá aquele clik de mudança, como se fosse realmente uma mudança de ciclo.
Acontece naturalmente; e lá vamos nós relembrando sonhos antigos, criando novos e fazendo planos e tendo esperanças para um ano melhor e mais frutífero.
Não que 2014 tenha sido ruim, muito pelo contrário, comparando-o com anos anteriores foi um período de grande recuperação de público e principalmente de vislumbres de novas promessas pro forró. Foi ainda um ano em que artistas novos e antigos despontaram no cenário nacional.
SE LUCY ALVES havia sido o grande destaque na virada 2013/2014, desta vez a banda BICHO DE PÉ retomou o seu glorioso passado e reapareceu no cenário nacional graças ao plim plim e seu programa Superstar. Aliás, por falar em Superstar, The Voice, BICHO DE PÉ e LUCY ALVES, a Globo, que ignora o forró o tempo todo, deveria perceber que o povo responde com força
quando ela dá uma brecha, e que talvez seja mais fácil investir no ritmo do que ficar forçando outros artificialmente.
Se foi um ano de retomada para a BICHO DE PÉ, foi para MESTRINHO um ano de afirmação.
Poucas vezes alguém do forró tem a chance de sair na VEJA, revista de maior circulação do país, pelo menos uma vez. MESTRINHO apareceu duas vezes e com generoso destaque: uma dentro de uma matéria de 7 páginas sobre o forró, ponto grande para o ritmo, e depois teve seu CD, Opinião,recomendado pela revista e seus críticos.
E é assim que vem sendo, pedra sobre pedra, vamos montando nosso castelo. Se não tem o destaque de um sertanejo ou a explosão de um hip hop, tem uma construção sólida, com artistas que estão muito longe de serem fugazes, prometendo um futuro promissor para o forró, já que todos são jovens e com muita coisa ainda para apresentar.
Quando falamos da mudança de ano e tratando-se de um período de repensar a vida e fazer projetos com planos, se possível ambiciosos, todos eles passam por esses três e por mais gente que tem se destacado demais na aldeia forró, mas que diferente dos citados, ainda não conseguiram projeção nacional: Ó do Forró, Trio Dona Zefa, Marcelo Mimoso, ator de Gonzaga, a Lenda, que retomou sua carreira de cantor com uma banda de arrebentar, são alguns exemplos.
No CANTO DA EMA também temos planos e não são pequenos. Como nascemos junto com o novo milênio, nós o acompanhamos ano a ano completando então, neste ano que vai entrar, 15 anos, uma adolescência pra lá de tranquila, embora, tranquilidade seja tudo que não queremos. A ideia é fazer um ano ainda mais especial, com mais e maiores nomes se apresentando em nossa casa junto com as grandes revelações. Mas queremos mais: queremos agitar a cidade, movimentar o ritmo, dar asas a este pedaço tão bonito da nossa cultura ocupando não só o palco do Canto, mas também as ruas e os espaços públicos. Esperamos poder contribuir mais uma vez com a Virada, mas no tamanho e com a grandeza que o forró representa. Queremos uma festa junina do tamanho do número de nordestinos da nossa
megalópole cosmopolita, queremos aparecer em mais rádios, programas de TV e juntar mais e mais pessoas para apreciam o ritmo.
Tudo isso já começa cedo. Neste muito próximo ano reabriremos no dia 02 de janeiro, com a energia proveniente do sucesso de 2014 e com as esperanças e sonhos de 2015. Logo no dia 07 de fevereiro começaremos a ocupar ruas, invadindo a Vila Madalena com nosso estandarte, música, dança e ainda bonecos dos nossos ídolos junto com o bloco "A EMA GEMEU DE CANTO A CANTO"
Mas isso é só o começo.
2015 ainda está só engatinhando e o forró, o CANTO DA EMA e os
músicos todos prometem muito mais!

AGUARDEM!


O tempo

"Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias,


a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.


Industrializou a esperança
fazendo-a funcionar no limite da exaustão.


Doze meses dão para qualquer ser humano
se cansar e entregar os pontos.


Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez
com outro número

e outra vontade de acreditar
que daqui pra adiante vai ser diferente.

Para você,
desejo o sonho realizado, o amor esperado, a
esperança renovada.


Para você,
desejo todas as cores desta vida, todas as alegrias que puder sorrir,
todas as músicas que puder emocionar.


Para você neste novo ano,
desejo que os amigos sejam mais cúmplices,
que sua família esteja mais unida,
que sua vida seja mais bem vivida.


Gostaria de lhe
desejar tantas coisas,
mas nada seria suficiente.


Então, desejo apenas que você tenha muitos desejos.

Desejos grandes e que

eles possam te mover a cada
minuto, rumo a sua felicidade!!!"

Carlos Drumond de Adrade
Paulinho Rosa  (Jan/2015)