Quando a Realidade Supera os Sonhos
Nada melhor que sonhos virarem realidade.
Há pouco mais de dois meses revelei neste local que finalmente havíamos conseguido um espaço na mídia pra divulgar nosso ritmo querido. Pois bem, dia 24 de janeiro o programa VIRA E MEXE foi ao ar comigo e, pra completar o sonho, com Dominguinhos.
É difícil descrever a emoção de conseguir tal façanha: estar fazendo um programa que não atende a nenhum tipo de interferência, que não nos sujeita a tocar nada por "jabá" ou por imposição política, que nos permite tocar forró de verdade, sem ter que fazer concessões que não às da nossa consciência e, ainda por cima, estar do lado da maior referência do ritmo e que pra completar é ídolo e amigo. É algo realmente inexplicável.
Pra completar o cenário e deixar tudo ainda mais fantástico o segundo programa já teve a participação do nosso querido Flávio José.
Às vezes a realidade ultrapassa os sonhos, como nesse caso.
A repercussão tem sido ótima, não apenas dos forrozeiros que ouviram e vieram parabenizar, como de pessoas conhecidas que ouviram sem querer a rádio, pois já eram ouvintes da excelente programação da USP FM (93,7), e coincidentemente estavam com o rádio ligado na hora do programa e tomaram um susto ao ouvir nossas vozes e o tema proposto. Susto bom, disseram-me algumas pessoas, pois se sentiram atraídas e interessadas naquele papo informal que alternava músicas de Gonzaga e historias contadas ao vivo por Dominguinhos.
Não posso dizer se é bom ou ruim, até porque não teria o distanciamento necessário, mas posso dizer que tem sido feito com o máximo de cuidado, critério e emoção por este que vos escreve. Temos tentado, eu e Dominguinhos, alternar temas e modelos, entre convidados e prosas variadas sobre o ritmo. Por vezes um pouco didática, tentando não ser chatos, mas mostrando mais do ritmo, deixando claro coisas que parecem curiosas para os leigos e tentando trazer novidades para aqueles já instruídos dentro da nossa aldeia.
Nem eu, nem Dominguinhos somos radialistas experientes, mas somos ambos apaixonados pelo ritmo e temos conhecimento dele, principalmente meu parceiro que viveu a historia toda do ritmo sendo ele o protagonista de várias das mais belas passagens dessa linda epopeia. Nas que não era o ator principal era o coadjuvante daqueles que sempre ganham o Oscar, pois sempre foi o fiel escudeiro e aprendiz de Luiz Gonzaga o Rei do Baião, estando, portanto, abalizado para falar tudo sobre esse enredo.
O Programa é gravado e já temos alguns preparados, inclusive o do aniversario de Dominguinhos que deve ir ao ar dia 14 de fevereiro, dois dias após a comemoração no Canto da Ema.
Por falar nisso aproveito essa emoção toda pra convidar todos para mais um aniversario dele que é um dos maiores gênios da música brasileira e a maior e mais importante figura do forró viva. Dominguinhos pelo que toca, pelo que compõe, pelo que canta, pelo que ajuda, e sobre tudo, pelo que é, merece todas as homenagens do mundo. Mais uma vez vem pra comemorar o aniversario aqui no Canto da Ema, algo que já virou tradição.
Esperamos que todos forrozeiros venham dar seu abraço e cantar o tradicional parabéns em coro com ele no palco como sempre acontece.
Dia 12 de fevereiro a emoção continua, é como se Mick Jagger resolvesse comemorar seu aniversario em uma casa de rock, Picasso em uma galeria ou Fernanda Montenegro em um teatro. Pense em um proprietário e publico felizes!
Que as portas se abram, que a sanfona toque, que todos os que amam o ritmo compareçam! Nosso sanfoneiro maior e agora locutor virá do jeito que é: tranquilo, generoso e sossegado, como sempre, coisa de gênio, coisa de quem sabe tudo e não precisa provar nada.
Seja bem vindo amigo!
PS: A quem possa interessar, o programa VIRA E MEXE vai ao ar todos os sábados das 11:00 às 12:00.
Paulinho Rosa  (Fev/2009)